• Confira o passo a passo de como começar uma horta em casa
  • Autor:OVALEBrandStudio
  • 2020-09-21
  • Fonte:

A horta caseira tornou-se uma ótima solução para se ter vegetais, legumes e temperos sempre à mão. Além de ser bom para o bolso e para a saúde, afinal, um pequeno espaço no quintal (ou no apartamento!) pode ser transformado em uma hortinha. Neste período de pandemia da Covid-19, aliás, o cultivo caseiro de alimentos, além dos benefícios mencionados, também pode ser um passatempo naquela hora em que distrair a cabeça é a melhor pedida. E para começar, é preciso apenas de alguns cuidados básicos, como solo, rega e iluminação. Da escolha do material até os truques, a Plantei, parceira do Clube+ OVALE, listou algumas dicas. Confira!

Como escolher o local

Uma horta precisa receber luz solar, que pode até ser indireta para alguns cultivares e também pode ser artificial (luzes full spectrum). Sem luminosidade não há fotossíntese e, consequentemente, não há colheita. No caso de luz solar direta o período mínimo é de três horas por dia e recomenda-se o sol da manhã. Já a luz indireta pode ser em qualquer horário e a iluminação artificial por, no mínimo, 6 horas. Além disso, veja se o local é arejado e bem ventilado. Isso auxilia no crescimento e desenvolvimento de hortaliças saudáveis.

Passo a passo de montagem de vasos

Primeiro, faça uma camada de drenagem no fundo do vaso usando argila expandida ou brita. Não deixe de fazê-la, pois essa camada auxilia no escoamento da água, o que evita o apodrecimento e o superaquecimento das raízes. Para evitar o excesso de terra caindo no chão no momento das regas, você pode usar manta bidim ou manta para drenagem após a camada de pedra ou argila. Em seguida, adicione a terra – combine areia, terra vegetal e terra comum – na proporção de 1:1:1.

Uma dica extra é misturar húmus de minhoca, para fornecer ainda mais nutrientes para o seu cultivo. Preencha até, aproximadamente, a boca do vaso. Em seguida, faça uma rega suave sobre a terra, até que a água escoe pelos furos do vaso. Se a terra acomodar, adicione um pouco mais.

Se o plantio for feito por sementes, você pode utilizar um substrato pronto, em vez de seguir essa receita. Ele garante os nutrientes necessários para a germinação da semente, porém, após no máximo 20 dias, precisam ser transplantadas para outro tipo de solo. Caso você opte por comprar mudas das hortaliças, verifique se elas estão saudáveis antes de adquirir. Para o plantio, recomenda-se seguir a receita indicada, porque o substrato não é o ideal para cultivo de mudas já grandes.

img-materia

Quais hortaliças escolher

Cada espécie tem um período diferente de plantio e colheita. Para nossa sorte, há vários tipos de temperos que produzem bem em diferentes épocas do ano ou até durante o ano todo. Você pode conferir um calendário de plantio. Veja abaixo algumas dicas de acordo com o tamanho do espaço disponível para cultivo no seu apartamento.

Mini-horta em apartamento

Cebolinha, salsinha, manjericão e brotos (a germinação das sementes pode ser feita em vidros, suspensas em sacos de pano (o tecido deve ser permeável) ou em kits apropriados para cultivo de brotos, a base d’água).

Horta em apartamento (espaço pequeno)

Cebolinha, salsinha, coentro, manjericão, alecrim, hortelã.

Microverdes: são plantas recém-nascidas, que passaram da fase do broto. Geralmente são colhidas entre 7 e 21 dias após a germinação. Podem ser cultivados com o uso de sementeiras e há inúmeras variedades como girassol, beterraba, rúcula, rabanete, repolho, couve, mostarda, cenoura, ervilha, entre outros.

Horta em apartamento (espaço médio)

Cebolinha, salsinha, coentro, orégano, tomilho, manjericão, alecrim, hortelã, pimenta e flores comestíveis (amor-perfeito ou capuchinha).

Horta em apartamento (espaço grande)

Cebolinha, salsinha, coentro, orégano, tomilho, manjericão, alecrim, hortelã, flores comestíveis (amor-perfeito ou capuchinha), três tipo de pimentas e três tipos de PANCS (ora-pro-nóbis e peixinho).

Em espaços grandes como terraços, você pode ampliar a variedade de cultivos e, usando vasos com maior profundidade, é possível cultivar espécies de raízes longas ou tubérculos, como alho, cenoura, gengibre, açafrão da terra, entre outros.

Cuidados essenciais

Todo ser vivo precisa de cuidados constantes, portanto, apesar das dicas de montagem, é fundamental observar as necessidades das hortaliças que você escolheu. As regas, por exemplo, podem ser mais frequentes ou mais espaçadas. Tudo vai depender da região em que você mora e também das condições climáticas. Para alguns cultivos, dependendo do desenvolvimento da planta, será necessário fornecer uma adubação. O mais importante é: comece a sua horta e vá aprendendo com o processo.

img-materia

Fonte*: Blog Plantei 

E mais, os membros do clube têm desconto 15% de descontos nos itens da loja. Saiba mais sobre o benefício no www.clubeovale.com.br .