• Nostalgia na quarentena: por que buscamos o passado nos tempos incertos?
  • Autor:OVALE BrandStudio
  • 2020-04-29
  • Fonte:

O isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus mudou a rotina de boa parte da população e trouxe à tona o sentimento de nostalgia, com o compartilhamento e busca por memórias do passado. Nas redes sociais, as lembranças não se limitam mais ao famoso #TBT (Throwback Thursday). O resgate de músicas de antigas, aliás, em lives de artistas e plataformas de streaming é cada vez mais comum. Na primeira semana de abril, por exemplo, o Spotify divulgou aumento de 54% em buscas por composições do passado.

Esse movimento, segundo a psicóloga do hospital Edmundo Vasconcelos, Marina Arnoni Balieiro, é costumeiro diante de momentos incertos como o atual. “Em épocas mais reflexivas é comum ter uma retomada do passado, como forma de buscar compreensão do que ocorreu e um sentimento de segurança”, afirmou ela.

A fuga rumo ao passado, na maioria dos casos, não traz consequências negativas, pois instiga recordações agradáveis. “Só é preciso cuidado quando o hábito de buscar lembranças, músicas e momentos do passado motiva sentimentos de desânimo e introspecção de maneira recorrente”, explicou.

“Quando as lembranças, mesmo que negativas, não trazem reflexão, mas apenas introspecção e desânimo, com piora constante, é preciso ficar atento. E quando possível, procurar ajuda de um profissional. Estamos isolados fisicamente, mas é preciso continuarmos sociáveis e atentos ao presente”, ressaltou.

Para manter essa sociabilidade citada por Marina, ela aconselha reorganizar a rotina e explorar alternativas tecnológicas como a chamada de vídeo ou aplicativos de conversa para se conectar com outras pessoas. A nostalgia pode até mesmo ser usada positivamente nesse momento e definir que os bate-papos com outras pessoas ocorrerão por meio de ligações telefônicas.

“É preciso compreender que a rotina mudou e não há problema em não cumprir todas as tarefas de antes. O importante é reorganizar os hábitos a fim de manter a sociabilização, que é parte importante neste processo que tem como premissa a volta do pensamento coletivo e não somente no individual”, finalizou.

Confira algumas músicas cheias de nostalgia (lista das mais procuradas segundo Spotify:

Anos 1950:

“Put Your Head on My Shoulder”, de Paul Anka

“Johnny B. Goode”, de Chuck Berry

“Dream A Little Dream Of Me”, de Ella Fitzgerald e Louis Armstrong

“I Put A Spell On You”, de Nina Simone

Anos 1960:

“Here Comes the Sun”, de The Beatles

“(What A) Wonderful World”, de Sam Cooke

“Brown Eyed Girl”, de Van Morrison

“Son Of A Preacher Man”, de Dusty Springfield

“Boi Soberano”, de Tião Carreiro & Pardinho

“A Volta do Boêmio”, de Nelson Gonçalves

“Coração de Papel”, de Sérgio Reis

“Chega de Saudade”, de  João Gilberto

“Como é Grande o Meu Amor Por Você”, de Roberto Carlos

Anos 1970:

“Don’t Stop Me Now”, de Queen

“Hotel California – 2013 Remaster”, de Eagles

“Sweet Home Alabama”, de Lynyrd Skynyrd

“Chão de Giz”, de Zé Ramalho

“Como Nossos Pais”, de Elis Regina

“Metamorfose Ambulante”, Raul Seixas

“Gostava Tanto de Você”, de Tim Maia

“Estrada da Vida”, de Milionário & José Rico

Anos 80:

“Back in Black”, de AC/DC

“Under Pressure – Remastered”, de David Bowie e Queen

“Livin’ On A Prayer”, de Bon Jovi

“Sweet Dreams (Are Made of This) – Remastered”, de Eurythmics

“Girls Just Want to Have Fun”, de Cyndi Lauper

“Será”, de Legião Urbana

“Exagerado”, de Cazuza

“Lanterna dos Afogados”, de Os Paralamas do Sucesso

Anos 90:

“Wonderwall – Remastered”, de Oasis

“I Want It That Way”, de Backstreet Boys

“Smells Like Teen Spirit”, de Nirvana

“Wannabe”, Spice Girls

“…Baby One More Time”, de Britney Spears

“No Scrubs”, de TLC

“Me Apaixonei Pela Pessoa Errada”, de Exaltasamba

“Zóio de Lula”, Charlie Brown Jr

“Por Você”, de Barão Vermelho

2000s:

“Lose Yourself”, de Eminem

“Hey, Soul Sister”, de Train

“Mr. Brightside”, de The Killers

“Hips Don’t Lie (feat. Wyclef Jean)”, de Shakira e Wyclef Jean

“Halo”, de Beyoncé

“Mania De Te Amar – Ao Vivo”, de Jorge & Mateus

“Rosas, Versos e Vinhos”, de Gusttavo Lima

“Por um Gole a Mais – Ao Vivo”, de Bruno & Marrone